PM retoma blitze em ônibus e paradas de Natal

12-01-2011 09:58

Com o objetivo de diminuir o número de assaltos realizados nos ônibus que circulam em Natal e aumentar a sensação de segurança na população, o  comandante da Polícia Militar do Rio Grande do Norte (PM RN), coronel Francisco Araújo, anunciou a volta imediata das blitzen nos veículos coletivos e paradas da capital. O anúncio foi feito na tarde de ontem, após reunião que contou com a presença do secretário de Segurança Pública do Estado, Aldair Rocha, Delegado Geral da Polícia Civil, Ronaldo Gomes e representantes do Sindicato das Empresas de Transporte Urbano (Seturn). O trabalho já foi retomado ontem à noite.

 

rodrigo senaPrimeiras blitze foram realizadas ontem e continuam de forma surpresa em vários pontos da cidade

O encontro, realizado na sede da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed), foi um pedido do Seturn e Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário do Rio Grande do Norte (Sintro RN) devido ao aumento no número de crimes ocorridos nos ônibus da cidade. No último sábado, o motorista da empresa Guanabara, José Ferreira, de 46 anos, foi morto enquanto trabalhava. Na segunda-feira, os motoristas realizam um protesto e exigiram melhorias na segurança. Segundo Fernando Queiroz, diretor da Guanabara e representante do Seturn, a reunião foi produtiva e a expectativa é de que a violência diminua. “A conversa foi boa. O novo secretário se mostrou sensível ao nosso pedido e agora esperamos que os números de ocorrências diminuam. Estamos confiantes”, disse.

Queiroz explica que no ano passado, o número de assaltos a ônibus aumentou. “Quando constatamos o aumento, procuramos o comando da PM e as blitze foram implantadas. O número de assaltos caiu. Com a diminuição das blizten, a violência aumentou”.


De acordo com o coronel Francisco Araújo, as blitzen estavam ocorrendo de forma regular até o mês de novembro. Porém, em dezembro, por causa do período festivo e início da Operação Verão, houve uma queda significativa no número das barreiras. “Além disso, houve o corte de pagamento das diárias aos policiais feita pelo Governo do Estado”. Segundo o comandante da PM RN, cada policial recebe R$ 50 por uma diária de 6 horas. “Em cada blitz, temos em média dez homens”, informou.

Além da volta das blitzen, o Sintro RN sugeriu que fosse criada uma delegacia especializada nos crimes cometidos contra a categoria. Porém, a proposta foi descartada pelo titular da Sesed, Aldair Rocha. “É impossível atender esse pleito. Não temos condições financeira nem de pessoal. Mas vamos nos empenhar para resolver o problema dos assaltos nos ônibus”, relatou.

Por telefone, o comandante do policiamento metropolitano, coronel Alarico Azevedo, disse que não serão realizadas barreiras fixas. “Aquele tipo de barreira com cone não será utilizada. Vamos otimizar nosso efetivo. Serão barreiras itinerantes”. Alarico informou que, durante as blitze, serão utilizadas viaturas da comunidade, BP Choque e Rocam. “Cada blitz vai contar com a presença de um oficial”, acrescentou.

Coronel Araújo, assim como o comandante do policiamento metropolitano, não quis detalhar quais dias, locais e horários as blitzen serão realizadas. “Vamos alternar os dias e horários. Com isso, além de inibir a ação dos bandidos, não incomodaremos a população”, relatou.

 

https://cid-1d002b0011e9dbc5.office.live.com/self.aspx/.Documents

Politica Brasil e no Mundo

 

America do Sul America