"Dança das cadeiras" muda estrutura da Polícia Civil

24-01-2011 16:35

 

Delegacia de Homicídios, em Candelária, tem novo titular.
 
O novo delegado geral da Polícia Civil, Ronaldo Gomes de Medeiros, fez nesta semana mudanças na estrutura da instituição. A famosa "dança das cadeiras" transferiu delegados em quase todas as unidades especializadas e nas distritais da Grande Natal. A Delegacia de Homicídios, por exemplo, não está mais sob comando do delegado Laerte Jardim Brasil.

Agora, a unidade fica por conta do delegado Fábio Rogério. Laerte comandou a Homicídios por vários anos e, inclusive, sua equipe foi responsável por desenvolver um projeto de criação da Divisão de Homicídios. A ideia nunca foi colocada em prática no governo passado, mas é uma das promessas de campanha de Rosalba Ciarlini.

Outra delegacia especializada que mudou de titular foi a de Defesa e Propriedades de Veículos. Ulisses de Souza foi para o 5º Distrito Policial e a Deprov ficará sob o comando de Delmontiê Falcão.

Custódio Arrais, por sua vez, foi dispensado da Delegacia Especializada de Falsificações e Defraudações, que ficará por conta de Laerte Jardim. Já o delegado Sérgio Leocádio, que estava como secretário municipal de Defesa Social, voltou para os quadros da Polícia Civil e foi logo designado para Delegado Titular da Delegacia Especializada de Acidentes de Veículos (DEAV).

Outro setor importante que mudou de chefia foi o Núcleo de Inteligência da Polícia Civil. O NIP era coordenado pelo experiente delegado Raimundo Rolim, conhecido pelo caso Andreia. Agora, a inteligência está sob o comando do delegado Lenivaldo Pimentel. Este é da cota de Ronaldo e estava com ele na Divisão de Investigação e Combate ao Crime Organizado.

A Deicor, aliás, agora está nas mãos de uma mulher. Sheila Freitas, antes da Furtos e Roubo, vai substituir Ronaldo Gomes, como titular da Especializada. Para o lugar de Sheila, o delegado Atanazio Gomes assume a titularidade da Defur.

Outro delegado conhecido que voltou para uma delegacia polêmica foi Júlio Rocha. Responsável pelo inquérito da Operação Impacto, ele retorna para Delegacia Especializada de Investigação de Crimes Contra a Ordem Tributária (Deicot).

Ainda nesta semana, o delegado geral Ronaldo Gomes deve seguir publicando mudanças na estrutura da Polícia Civil. Na semana passada, inclusive, ele reuniu sua equipe de auxiliares. No encontro, ele anunciou parte do planejamento e afirmou que pretende fazer reformas nas estruturas físicas das unidades policiais nas sedes de comarcas, além criação de novas unidades policiais.

Ronaldo ressaltou que o projeto da Divisão de Homicídios será implantado. Outro projeto que deverá ser adotado é a produção do Manual de Polícia Judiciária, disponível em modelo impresso e virtual, cujo objetivo é uniformizar os procedimentos da polícia.
https://cid-1d002b0011e9dbc5.office.live.com/self.aspx/.Documents

Politica Brasil e no Mundo

 

America do Sul America